O Ubuntu como servidor

De Ubuntupedia
Ir para: navegação, pesquisa

Servidores e clientes

A experiência da maioria dos utilizadores Internet é com aplicações-cliente, ou seja aplicações que se destinam a aceder a serviços Internet alojados em um ou vários computadores na Internet. Quando visualizamos um sítio na Internet com um navegador Internet estamos a utilizar uma aplicação-cliente, o computador que aloja a página que estamos a visualizar utiliza uma aplicação-servidor.

Servidores em Ubuntu Linux

O Ubuntu pode servir como excelente base de software para correr aplicações-servidor de vários serviços Internet. Embora não seja uma matéria em que os principiantes em informática possam conseguir excelentes resultados em pouco tempo, não é difícl e não requer obrigatóriamente conhecimentos de programação.

Tipos de servidor

Os vários tipos de aplicações-cliente que existem são:

E os vários tipos de aplicações-servidor são:

Notas

  • Salvo algumas excepções, um servidor "de produção" deverá estar em funcionamento 24h por dia e 7 dias por semana, o que implica ter o seu computador ligado e conectado à Internet sempre. Em muitos casos é mais económico e seguro utilizar serviços de alojamento externos.
  • Por outro lado, para ter um servidor que possa ser acedido com facilidade a partir da Internet, terá que solicitar ao seu ISP uma ligação por IP fixo, normalmente bastante mais dispêndiosa e mais sujeita a ataques. Como alternativa poderá utilizar um serviço de endereço com IP dinâmico, normalmente gratuito, mas mais limitado.
  • Ter um servidor em casa é óptimo para efectuar experiências, desenvolver sítios web, aprender PHP... Por outro lado pequenas empresas podem utilizar aplicações-servidor em redes internas para realizar trabalho em grupo.
  • Se pretende concretizar um servidor para fins "de produção" poderá rentabilizar o mesmo alojando outras páginas ou outros serviços. Contudo é preferível que o faça apenas quando tiver os conhecimentos necessários.